quinta-feira, 2 de abril de 2015

Ministração sobre Cura Ana Paula Valadão Bessa with subtitle english

Beten Christi Sinn Pr. Dave Roberson

Beten Christi Sinn Pr. Dave Roberson

Jeder Moment im Gebet zu verbringen, ist eine Stunde oder einen Tag in Zungen zu beten, sie den Geist Christi über den gesamten Grund Offenbarung der Kirche zu beten - das Geheimnis, was Christus, die Hoffnung der Herrlichkeit, in euch ist, um euch und durch euch.


Aber wenn Sie diese Geheimnisse zu beten weiter, drückt der Heilige Geist auch den Geist Christi, Sie auf einer sehr persönlichen Ebene und hilft Ihnen, zu kennen und in der perfekten Plan und Absolutheit Gottes für Ihr Leben zu gehen.

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Orando a mente de Cristo Pr. Dave Roberson

Cada momento que você passa em oração, seja uma hora ou um dia orando em línguas, você está orando a mente de Cristo que abrange a revelação fundamental completa da Igreja – o mistério de tudo que Cristo, a Esperança da Glória, é em você, para você e através de você.

Mas, se você continuar a orar estes mistérios, o Espírito Santo também expressa a mente de Cristo para você em um nível muito pessoal, auxiliando-lhe a conhecer e a andar no plano perfeito e absoluto de Deus para sua vida.

Esta é uma das funções mais cruciais do Espírito Santo em sua vida. Por quê? Bem, você tem certeza de que você sabe exatamente qual é o seu chamado no Corpo de Cristo? Você sabia que pode ter dificuldades por toda sua vida sob o domínio da carne e nunca conhecer a perfeita vontade de Deus para você? (Por exemplo, se você parar no meio do caminho para brigar com as pessoas, você não avançará em Deus até que tenha lidado com este problema de acordo com a Palavra).

Esta é a razão pela qual a Bíblia diz que há uma boa, agradável e uma perfeita vontade de Deus para sua vida (Rm. 12:2). Jesus também falou sobre diversos tipos de “solo” no coração das pessoas: Um tipo frutifica a trinta, um, a sessenta e outro, a cem da Palavra que é semeada (Marcos 4:20).

Muitas pessoas nunca saem do estágio de “trinta” do plano de Deus para elas. Passam a vida inteira enganadas com relação ao seu galardão porque não sabem como liberar o poder do Espírito Santo dentro delas. Se soubessem como fazer isto, então cada dia estariam mais perto do plano perfeito de Deus.

Pr. Dave Roberson

Orar em línguas bloqueia a atuação do nosso egoísmo na oração

Orar em línguas bloqueia a atuação do nosso egoísmo na oração

III - Oração em línguas estranhas.

“E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.” (Atos 2:4).
A evidência do receber a plenitude do Espírito Santo, como já dito é a oração em línguas estranhas, os discípulos receberam o batismo com o Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas.

Se eu recebo o dom de línguas é porque eu sou batizado no Espírito Santo. Certa vez estava ministrando a um grupo pequeno de pessoas sobre Batismo no Espírito Santo, então comuniquei a eles que iriam receber a imposição de mãos para fossem batizados com o Espírito Santo, e eu perguntei se tinha alguém neste grupo já batizado desta maneira que  está na reunião, e um rapaz disse: “Olha eu falo em línguas, mas não sou batizado”. 

Então eu disse: “É claro que sim, você só não soubera, pois não tem como atuar em coisas espirituais sem ser espiritual”. Ele havia recebido, mas não sabia o nome do que recebera. Se você fala em outras línguas, então é Batizado com o Espírito Santo.
“E, dizendo Pedro ainda estas palavras, caiu o Espírito Santo sobre todos que ouviam a palavra. E os fieis que eram fiéis a circuncisão, todos quanto tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que o dom do Espírito Santo se derramasse também sobre os gentios. Porque os ouviam falar em línguas e magnificar a Deus” (Atos 10.44-46 RC).

A palavra dom significa poder, e o poder do Espírito Santo na passagem supra refere-se ao batismo no Espírito Santo, depois disse começaram a falar em outras línguas, começaram a falar com Deus com uma linguagem espiritual.
Se você afirma que é batizado, mas não fala em outras línguas... Bom... Na bíblia quando se relata de batismo, e o que eu falo aqui é o batismo no Espírito, há a existência de línguas, por exemplo, no pentecostes. E os sinais das línguas estranhas iriam seguir aqueles que crescem.
“Esses sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome... falarão novas línguas” (Marcos 16.17 RC).

Logo, a luz desse texto de Marcos, se eu crer, em nome de Jesus serei batizado, pois falarei novas línguas, e não há como falar novas línguas sem te o batismo no Espírito Santo. As pessoas que não crêem não conseguem falar em novas línguas, não compreendem, e a bíblia diz que o sinal de falar em línguas é um sinal que seguirá aos que crêem. Então podemos pedir em nome de Jesus para que recebamos o batismo em nome de Jesus!

O nome de Jesus nos foi dado para usarmos, e é o nome a cima de todo o nome que se nomeia, tem todo poder e autoridade nesse nome, foi nesse nome que Smith Winggisword ressuscitou cerca de 25 pessoas, é neste nome que eu oro por pessoas e elas são imediatamente curadas, é neste nome que expulsamos demônios, e neste nome está o poder de orar em línguas estranhas.

Em pentecostes as pessoas de varias nacionalidades entenderam em sua própria língua o que os discípulos falaram (vide Atos 2.8-13), isso acontece, mas não quer dizer que os discípulos estavam falando em determinadas línguas, mas os de outras nacionalidades ouviram em suas respectivas línguas as grandezas de Deus. Isso acontece, até os dias de hoje, é um item dentro das utilidades de orar em línguas estranhas.

O pastor Irineo Grubert conta que foi pregar em uma igreja tradicional, que não entendia a oração em línguas estranhas, e no meio da pregação sentiu uma vontade enorme de falar em línguas estranhas, se conteve, mas após soltou algumas coisas em línguas, na mesma hora um senhor da platéia veio chorando ao altar dizendo que o pastor revelou especialmente coisas da vida dele, e o pastor Irineo ficou sem entender, e depois pergunto para algumas pessoas o que ele havia falado. Então os tradicionais disseram: “Também queria saber o que você falou”. 

Ou seja, apenas aquele homem traduziu a mensagem em línguas estranhas, Deus permitiu o irmão interpretar, que também é um dom (vide 1º Coríntios 12.10).
Mas em geral as línguas estranhas é uma oração, individual, feita de preferência só entre Deus e a pessoa.
“O que fala língua estranha não fala aos homens, senão a Deus; por que ninguém o entende, e em espírito fala de ministérios” (1º Coríntios 14.2 RC).

É uma conversa intima que o Espírito Santo nos concede a falar determinadas palavras que Deus entende, de maneira que convém orarmos.
“Assim também o Espírito de Deus vem nos ajudar na nossa fraqueza. Pois não sabemos como devemos orar, mas o Espírito de Deus, com gemidos que não podem ser explicado por palavras, pede a Deus em nosso favor... O Espírito pede de acordo com a vontade de Deus” (Romanos 8.26-27b NTLH).

O Espírito Santo começa a nos conceder sons que não se pode ser expresso por palavras, por isso a versão revista e corrigida do traz a frase “gemidos inexprimíveis” ao invés de “com gemidos que não podem ser explicado por palavras” o qual a NTLH traz. Parece algo sem expressão, palavras que são informes.

Quantas vezes não sabemos o que orar, como oração, e então o Espírito Santo nos concede palavra e nós falamos (vide Atos 2.4). Dessa maneira nós oramos de acordo com a vontade de Deus, pois o Espírito Santo conhece a Deus, até as suas profundezas e nos ajuda a orar da maneira que se deva orar.

“O que fala em línguas estranhas edifica-se a si mesmo” (1º Coríntios 14.4).
Nós não sabemos ao certo orar, por isso o Espírito Santo ora por nós, intercede por nós desta maneira tão especial. Oração em línguas é para a pessoa ficar firme na fé, edificada, consolidada em sua fé, o Espírito Santo irá pedir coisas que são realmente necessárias. O Espírito sonda o nosso coração, sabe qual a nossa real necessidade e fala a Deus.

Espírito Santo fala a Deus e Deus vendo que você abriu sua boca e começou a orar em línguas estranhas, sinalizando assim, a Deus, que você concorda que o Espírito Santo faça algo novo dentro de você, então Deus começa a operar em nós. Muitas vezes estamos com algo equivocado dentro do nosso coração e após a oração em línguas estranhas estamos completamente convictos de outra coisas.

Orar em línguas bloqueia a atuação do nosso egoísmo na oração. Um exemplo de oração egoísta: “Deus eu quero um carro, eu quero dinheiro, quero uma casa, eu quero que o Senhor mate todos os meus inimigos... Eu amaldiçôo todas as pessoas que não gostam de mim, amaldiçôo o vendedor de batatas que não me deu um desconto...”. E agora como oraríamos no Espírito Santo oraria: “Deus eu preciso de forças não perder a minha fé ao se importar mais com coisas materiais do que com o serviço do teu Reino. 

Que o Senhor me ajude a ter paciência e a esperar que as coisas que o Senhor me prometeu. Me ajude a amar o meu próximo, que o Senhor que abençoe os que me maldizem, que as pessoas que me maldizem possam nasce de novo e te encontrar como um dia te encontrei” - esse é um exemplo de oração segundo a vontade de Deus, claro que a oração do Espírito é bem mais profunda, possivelmente a tradução da oração em línguas seria mais ou menos assim.

Por vezes estive com duvidas de alguma coisa dentro da Palavra de Deus e após a oração em línguas a duvida foi tirada. Duvida é o contrario de fé, e a fé tem muito a ver com a Palavra de Deus, a fé é da palavra de Deus, ela vem da palavra de Deus (vide Romanos 10.17), então se eu tiver duvida a cerca da Palavra de Deus, não terei fé, logo não agradarei a Deus (vide Hebreus 11.6), e a oração em línguas trabalha também no campo da edificação da fé. Veja:
“Edificando-vos a vós mesmos sobe a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo” (Judas 1.20 RC).

Orar no Espírito Santo é justamente oração em línguas estranhas, nós vemos isso em Romanos 8.26, o Espírito Santo começa a se manifestar quando oramos nele, quando ele ora por nós, quando passamos a bola da oração para Ele, para que marque o gol e consigamos ser vitoriosos, pois há muitas coisas que bloqueiam a nossa fé e Espírito Santo começa a desembaraçar os bloqueios, pois sabe fazer como convém, sabe orar como convém, da maneira que concorde com a vontade de Deus.

É muito proveitoso orar em línguas, para termos fé forte e crescer espiritualmente. Pois a fé é algo que está dentro do homem interior, dentro do nosso espírito, e se formos edificados na fé o nosso espírito também será edificado (para entender mais sobre a fé conheça o livro “A fé verdadeira” de Naelcio C. Crudi).

Oração em línguas tem um valor imensurável, nós estaremos orando da maneira que Deus que, segundo a vontade Dele, estaremos perto Dele, falando algo que só Ele entende. Se estamos pedindo algo segundo a vontade Dele, certamente que é bom, digo, perfeito, pois a Deus nos diz que não tem maus pensamentos a cerca de nós, Ele não pensa coisas ruins para nós, só pensa coisas boas, coisas de paz (vide Jeremias 29.11).

 Tenho um pensamento, se a pessoa realmente é batizada no Espírito e fala novas línguas, então poderá falar em línguas e fazer outra coisa ao mesmo tempo, por exemplo, estudar, ou trabalhar. Vou explicar, olhe o que a Bíblia diz:
“Se eu orar em línguas estranhas, o meu espírito, de fato, está orando, mas a minha inteligência não tomará parte nisso” (1º Coríntios 14.14 NTLH). 
                                                                                       
Paulo diz que a oração em espírito não toma parte na mente, gosto desta tradução: “minha inteligência não tomará parte nisso”. Veja, meu querido, nós somos um espírito, possuímos uma alma e temos um corpo, e a mente está no campo da alma, se você usa apenas mente o seu espírito fica neutro, ou seja, sem trabalhar; se você começa a correr em uma esteira e se desliga do mundo, fica sem pensar em nada, então você usa apenas o corpo, mas não impede que você possa correr e começar a pensar na vida, usando duas partes de você: Alma e corpo. 

Da mesma maneira poderá usar ao mesmo tempo o espírito, a alma e o corpo. Muitas vezes quando estou fazendo serviços domésticos em minha casa ou quintal uso a mente para pensar como irei produzir o meu trabalho e uso o corpo para por em pratica o pensamento, mas também começo a falar em línguas, desta maneira fortaleço minha fé, faço 3 coisas ao mesmo tempo, e isso é possível, com treino e disciplina.

Falar em línguas é orar em espírito, não atrapalha usar o raciocínio, não atrapalha a caminhada, ou o trabalho. Mas isso é uma questão de treino, pois tem pessoas que não conseguem pensar se estão ouvindo sons e oração em línguas faz sons.

Então ela usa a atenção que está na mente e começa a orar em espírito, a versão revista e corrigida diz “o meu entendimento fica sem fruto” no texto de 1º Coríntios 14.14, mesmo que eu esteja ouvindo-me orar em línguas o meu entendimento não estará recebendo nada de bom, pois estará entendendo nada, a menos que tenha o dom da interpretação de línguas. Então posso, se conseguir me desligar da minha voz, ler a bíblia e orar em línguas, pois as línguas usa o espírito, a leitura a mente. Se um pessoa ler a bíblia e orar em línguas ao mesmo tempo terá muito ganho, se edificará duas vezes mais.

Há trechos deste livro que eu estava orando em línguas, esta frase, por exemplo.
Se você conseguir se desligar da sua voz enquanto ora em línguas, então poderá estudar para a prova da faculdade ou da escola, poderá terminar o relatório do escritório. É o que Pulo disse a oração em espírito não toma parte na inteligência. Deus faz tudo perfeito, maravilha!

Não te aconselho a nunca mais orar no seu idioma, ante te incentivo a orar no seu idioma todos os dias, é necessário para dizer a Deus o que você está sentindo, é isso que Paulo diz:

“Se eu orar em línguas estranhas, o meu espírito, de fato, está orando, mas a minha inteligência não tomará parte nisso. O que vou faze então? Vou orar com o meu espírito, mas também vou orar com a minha inteligência; vou cantar com o meu espírito, mas também vou cantar com a minha inteligência” (1º Coríntios 14.14-15 NTLH).

Paulo incentiva a Igreja a fazer ambas coisas, orar em espírito e orar com o idioma nativo, adore a Deus com seu idioma nativo, isso é importante, dizer palavras de amor a Ele, mas na oração em línguas você estará pedindo como convém, mas estará pedindo, apenas. Mas com o idioma você pode dizer: “Te amo Senhor”, “Brigado por...”.

Enquanto oramos em línguas somos cheios da unção de Deus, somos levados a cumprir a vontade de Dele, as coisas do Senhor começam a ser consolidadas em nós, as duvidas somem, então podemos crer da maneira que Deus quer que creiamos. Nossa vida muda, transforma, há uma explosão.

Numa explosão nada permanece como é, há transformações, coisas pegam fogo e ficam quentes, na ora da explosão há iluminação, coisas são destruídas, outras coisas são transformadas. A oração em línguas explode tudo em nossa vida, segundo a vontade de Deus.

Meu amigo, Deus nunca vi ficar lhe devendo algo, tudo o que você faz por Ele, tenha certeza, Ele irá te recompensar. Se você orar durante a madrugada e dormir apenas três horas e depois ir ao trabalho Deus não o deixará cansado ou com sono, Ele irá suprir o seu cansaço, irá multiplicar as oram dormidas. A maior parte deste livro, por exemplo, foi escrita durante a madrugada, e amanha irei para a faculdade, irei acordar às cinco e quinze da manha para pegar um transporte, mas eu estou fazendo algo para Deus, se que Deus multiplicará as poucas horas de sono, tenho certeza disso.

Se você é casado (a) e dorme com o seu cônjuge não é legal ficar orando em línguas em alta voz ao lado dela (o), então ore baixinho, fique orando durante a madrugada com o cônjuge dormindo do lado, fiquem por horas orando em línguas, desta forma você estará em orando em sintonia com a vontade de Deus. Kenneth Hagin conta que orava por vezes de cinco a seis horas em línguas com a sua esposa do lado.

No que tange ao uso público das línguas, vejamos o que Paulo diz:
“Se, pois, toda a igreja se congregar num lugar, e todos falarem em línguas, e entrarem indoutos ou infiéis, não dirão porventura que estais loucos?... E, se alguém falar em língua desconhecida, faça-se isso por dois, ou quando muito três, e por sua vez, e haja intérprete. Mas, se não houver intérprete, esteja calado na igreja, e fale consigo mesmo, e com Deus”. (1º Coríntios 14.23, 27 e28).

É importante isso, se alguém que não é adepto ao pentecostes entrar em um lugar onde há uma gritaria desordenada em línguas, a primeira coisa que ele vai pensar é: “crente é tudo doido mesmo, to saído dessa”. Na igreja é necessário ministrar o Evangelho, é preciso orar, mas fazer bagunças só atrapalha a imagem da Igreja, a Igreja tem que ser luz e não motivo de chacota. Esses dias passado de ônibus na cidade um rapaz apontou para uma determinada igreja e disse: “Olha a Igreja Deus é Surdo”. O que eu iria falar? Calei-me, fiquei triste. Não digo que não pode dançar na igreja, pode isso anima o reunião, balançar o corpo, bater palmas, erguer as mãos, mas gritos não provam a espiritualidade. 

Se as pessoas querem orar em línguas em alta voz e gritar marque uma vigília com os membros e vá chapar aos pé de Deus, agora no culto público é importante a decência para ganhar almas. E no caso de interpretação de línguas é tem que haver intérprete, a pessoa com dom para saber o que a pessoa está falando no Espírito (vide 1º Coríntios 12.10), e essa tradução é como profecia. Na igreja se for falar em línguas, ore entre você e Deus quietinho, baixinho, é claro que é aceitável que o pastor fale em línguas algumas vezes durante a ministração, isso é bom para edificá-lo para pregar, mas não é essencial.

Não há nada que se contrapõe a oração em línguas. 
Ela é um sinal inicial do nascimento do Espírito (vide Atos 2.4). 
Quando oramos em línguas estranhas estamos em orando em harmonia perfeita com a vontade de Deus (vide Romanos 8.26). 
A língua estranha nos relembra da presença do Espírito Santo que está em nós, pois é do homem espiritual, nascido do Espírito (vide João 3.6). 
Ajuda na edificação espiritual (vide 1º Coríntios 14.4). 
Edifica a nossa fé (Judas 1.20). 

Há vários benefícios de orar em Línguas, meus amados, olhe cada item desses que aqui foram citados, se fosse apenas um destes já seria uma oração explosiva, mas são todos esses, e alguns outros que há em mistérios. Maravilha que Deus fez para nós.


Postado por Naelcio C. Crudi